[RESENHA] O Menino que Amava Anne Frank - Ellen Feldman


    

   Bom dia, gente!!
   Já tem algum tempo que recebi esse livro de troca do Skoob, tentei lê-lo antes mas não fluiu a leitura, então só agora que consegui lê-lo todo.  
   Ellen Feldman constrói um relato ficcional sobre Peter Van Pels, o menino que todos acreditavam ser o amor de Anne Frank.
Como se diz na sinopse, ele relatou a Anne que iria para os Estados Unidos. No diário dela, seu nome é Van Daan. Ainda não o tenho, mas planejo comprar logo. 
   A partir dessa informação e de uma extensa pesquisa, a autora escreve uma vida para ele. Embora Peter não tenha sobrevivido aos campos, morrendo três dias antes da libertação, está vivo no romance, começando outra vida na América, casado e com família. 

  "Que ele [Peter] é bonito, não preciso dizer, já que todo mundo que o vê sabe disso. O seu cabelo é maravilhoso - uma riqueza de belos cachos castanhos. Ele tem olhos azul-acinzentados." (Contos do Esconderijo de Anne Frank)


   Tudo se inicia com a perda de sua voz, ele está no consultório médico para tentar recuperá-la, pois não sabe por quê, de repente, não era mais capaz de falar.

   Ele esconde da esposa que é judeu, sendo ela mesma judia. Não quer sofrer nem infligir sofrimento à mulher e às filhas pela condição religiosa. 
   Com o tempo, percebe que ocultando a verdade delas é que dificulta tudo, pois as brigas com a esposa começam e não sabe como lidar com a situação. Depois que descobre o diário de Anne na estante da sua casa, esforça-se cada vez mais para nunca falar no assunto. Esconde-o e o folheia. Tenta lê-lo, e vai se lembrando do que passou nos tempos da guerra. 
   Desde que ouvi falar em O Menino que Amava Anne Frank, fiquei louca por ele. Tê-lo terminado confirmou isso. Sei que às vezes a gente demora para ler um livro porque aquele momento pode não ser o certo, e esse momento que escolhi para recomeçá-lo e poder dizer que o concluí, foi maravilhoso. Agora, mal posso esperar para ter na estante o diário e também os contos. O romance de Ellen Feldman é um começo fantástico para quem ainda não leu as palavras da menina que comoveu o mundo com suas palavras no Holocausto.

  "Estava chorando por um mundo que enxergou uma guerra a caminho, que temia o pior, porém não tinha a mínima idéia de quanto o pior poderia ser ruim. Estava chorando por um mundo que, mesmo com tantos sofrimentos, jamais escutara falar de campos de concentração, nem de banhos de chuveiro em massa que disseminavam a morte, nem de chaminés que vomitam cinzas humanas, nem experiências médicas em homens que por acaso têm cabelos ruivos ou crianças que por acaso são gêmeas. Eu estava chorando por um paraíso que eu tinha tentado recriar para minha esposa e filhos, e para mim, e por meu fracasso. (...) Eu chorava pelo segundo assassinato de meus pais, aquele que eu cometera pelo silêncio." (O Menino que Amava Anne Frank, pág. 273)

                                                 

Título Original: The Boy Who Loved Anne Frank

Autora: Ellen Feldman
Tradução: Luiz Antônio Aguiar 
Editora: Record
Ano de Publicação: 2006
Páginas: 284
ISBN: 85-01-07359-8

Classificação: 



Nenhum comentário :

Postar um comentário