[RESENHA] Cartas de Amor aos Mortos - Ava Dellaira


 

  A primeira resenha que li de Cartas de Amor aos Mortos, descoberta no Jantando Livros foi o que me motivou a lê-lo. O Gustavo Valim fez uma resenha tão linda desse livro que foi impossível não querer ler. Lá fui eu descobrir o que a Laurel tinha para me contar.  
  Laurel, a protagonista da história, tem 15 anos e acabou de perder sua irmã mais velha, May. May era seu ídolo, sua melhor amiga, e ela não se conforma com sua perda. Seus pais se separaram quando ela tinha doze anos. 
  Quando Laurel muda de escola, por não aguentar saber que todos sentirão pena dela, e por querer novos amigos, seu novo ano começa surpreendendo-a. A professora de inglês quer que todos escrevam uma carta para alguém que já morreu. 
  Ela escolhe Kurt Cobain como destinatário de sua carta, e quando vê que contou coisas que jamais falaria a ninguém, não entrega a tarefa.


"Todos nós queremos ser alguém, mas temos medo de descobrir que não somos tão bons quanto todo mundo imagina que somos." 

  Assim, passa, então, a escrever cartas para seus ídolos que já morreram, e também pensa no que todos passaram de dificuldades enquanto viveram, relatando com seus próprios sentimentos. Laurel também se apaixona e faz novas amigas, Hannah e Natalie

  Laurel e Sky foram um casal pelo qual torci muito. Sky é um garoto misterioso, tem seus segredos e todos querem descobri-los. Os dois juntos não são perfeitos, mas foram dois personagens aos quais me apeguei, de certa forma. Ansiava pelos momentos em que ficariam juntos.

  "A parte que diz que 'ninguém, nem mesmo a chuva, tem mãos tão pequenas' faz todo o sentido para mim. Significa que ele pode ir a qualquer lugar, porque, como a chuva, como a água, chega a lugares em que nada sólido chegaria. Explica como Sky me atinge, como chega a pontos que eu nem sabia que existiam."


  Apesar de me sentir perdida em algumas partes, e achar a história um pouco parecida com uma que tinha lido anteriormente, concluí a leitura sem saber o que pensar e o que escrever, por isso adiei essa resenha. 

  Conforme Laurel vai externando mais seus sentimentos, conseguimos compreendê-la ainda melhor, e entendendo suas razões de não se perdoar, sentir-se muitas vezes culpada e ser tão fechada em seu próprio mundo.

"É possível ser nobre, corajoso e lindo e ainda assim desabar."


  Ava Dellaira fez uma brilhante estreia literária com as palavras e a voz desta adolescente que precisava aprender lições de como viver um dia após o outro com o coração livre.


"Nossas próprias placas invisíveis se movem em nosso corpo, e se alinham à pessoa que vamos nos tornar." 


Título Original: Love Letters To The Dead

Autora: Ava Dellaira
Editora: Seguinte
Tradução: Alyne Azuma
Páginas: 344
Ano de Publicação: 2014
ISBN: 978-85-657-6541-1

Classificação:




5 comentários :

  1. Oi, Letícia, tudo bem?
    Primeiramente obrigado por me citar, é um prazer enorme quando alguém gosta do que eu escrevo.
    Ai essa história... sou suspeito para falar porque amei com tanta força a história da Laurel que é difícil de falar algo sem lembrar de toda a história... ♥
    Conheci seu blog hoje, continue perseverando na escrita, é um "trabalho" muito recompensador, apesar de tudo.
    Beijos,

    Gustavo.

    ResponderExcluir
  2. Desde que vi esse livro pela primeira vez me apaixonei pela capa que é simplesmente maravilhosa. Tenho muita vontade de conhecer mais essa história, parece ser muito boa. Beijos!

    http://frases-perdidas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oie, tudo bom?
    Eu gostei bastante da leitura desse livro, principalmente pela carga dramática que ele possui. Além disso, a autora conseguiu manter o grande segredo da narrativa e me surpreendeu. A única coisa que me incomodou foi a obsessão da Laurel com sua irmã.
    Beijos!
    http://livrosyviagens.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso também me irritou um pouco, Aline! Ficava rodopiando no mesmo assunto o tempo todo haha no geral, gostei do livro, mas não tanto. Beijos!

      Excluir
  4. OIIIII

    Adorei a resenha e espero conseguir incluir ele em minha próxima lista de compras literárias rs Abraços

    lumenseries.blogspot.com.br

    ResponderExcluir