Augusto Severo, o Poeta





      
 Escreveu Mabel Tavares, sobrinha de Augusto Severo, que “naqueles tempos de outrora, não havia um serão de família onde os jovens não fizessem ouvir belos poemas. O Brasil, rico de poetas, oferecia vastíssimo campo aos declamadores.”
 E assim também ocorreu com o ainda jovem Augusto Severo. Ele tinha as suas preferências quando chamado a declamar por ocasião daqueles encontros com a família reunida na “Casa de Guarapes”, uma casa grande localizada próxima ao porto de mesmo nome onde, em dias festivos e alegres, todos participavam de “alegres reuniões e saraus familiares”.
 De Castro Alves (o “Poeta dos Escravos”), Severo gostava de recitar “Duas Flores” e “Versos de um Viajante”; de Gonçalves Dias a poesia preferida era “Desejo”.
 “Do Velho Mundo, os geniais poetas Victor Hugo e Musset lhes falavam ao coração profundamente! Eram seus companheiros inseparáveis”, como afirmou a escritora Mabel Tavares.
 E ainda, o renomado português Luís de Camões, com os famosos “Lusíadas”, de onde Severo selecionava alguns versos.
 Quando sua irmã Amélia casou-se em 18 de setembro de 1886, Severo presenteou-a com algumas libras esterlinas de ouro e com a seguinte poesia de sua autoria. Nessa ocasião ele tinha 22 anos de idade.


Ficheiro:ASAM -Musee de l'Air, SEVERO+-.JPG
Pensei — Amélia — no que te ofertasse,
Para que o dia de hoje não passasse,
Sem guardar uma lembrança
Mas nada... nem sequer uma esperança

De encontrar o que tanto desejara...
Nem uma ave, uma flor, do trevo, a folha rara...
Ou mesmo o coração — longe daqui —
Para dizer-te: toma-o, guarda-o junto a ti

E sem a ave, o trevo, o coração e a flor
Lembrei-me destas pobres moedinhas
De ouro de lei, e boas amiguinhas,
Sem as quais, neste mundo, só o amor...

Augusto Severo de Albuquerque Maranhão, à sua irmã Amélia, pelo seu casamento, 18.IX.1886



Costa, Fernando Hippólyto da. Augusto Severo - Um Pioneiro na conquista do espaço. 
In: Capítulo 3: "Augusto Severo, o Poeta". Macaíba: Sebo Vermelho Edições, 2004.
págs. 25-26. 
                                

Nenhum comentário :

Postar um comentário