seremos_

( a suave carícia do vento)


espero-te


povoei o silêncio
com a palavra ternura
inventei-te
dentro dela

carícias
murmúrios
mãos
lábios
encheram o silêncio

sorrio e sonho-te

seremos
um dia
por dentro de outro
silêncio:
o nosso

(António José Cravo)
ahcravo.wordpress.com

Um comentário :